segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Biquini Cavadão - Sobradinho



Sobradinho

O homem chega e já desfaz a natureza
Tira a gente e põe represa e diz que tudo vai mudar
O São Francisco lá pra cima da Bahia
Diz que dia menos dia vai subir bem devagar
E passo a passo vá cumprindo a profecia
Do beato que dizia que o sertão ia alagar

O sertão vai virar mar, dá no coração
O medo que algum dia o mar também vire sertão
Vai virar mar, dá no coração
O medo que algum dia o mar também vire sertão

Adeus Remanso, Casanova, Sento-Sé
Adeus Pilão Arcado, vem o rio te engolir
Debaixo d'água, lá se vai a vida inteira
Por cima da cachoeira o gaiola vai sumir
Vai Ter barragem no salto de sobradinho
E o povo vai se embora com medo de se afogar =>
Refrão
Remanso, Casanova, Sento-sé, pilão arcado, sobradinho,
adeus, adeus.

_____________________

Sobradinho expulsa 70 mil e cumpre profeciaE-mail
Escrito por Danilo Ribeiro Gallucci
http://www.almanaquebrasil.com.br/curiosidades-historia/6138-sobradinho-expulsa-70-mil-e-cumpre-profecia.html

O sertão virou mar...a barragem que desabrigou mais de 70 mil pessoas.
Adeus, Remanso, Casa Nova, Sento Sé / Adeus, Pilão Arcado, vem o rio te engolir. Lembrando da profecia de Antonio Conselheiro de que o sertão um dia ia virar mar, a música de Sá e Guarabyra narra o desaparecimento de quatro cidades do Norte da Bahia. Os municípios e mais uma dezena de vilarejos foram inundados pela construção da barragem de Sobradinho, inaugurada em 25 de maio de 1978.

Cerca de 70 mil pessoas tiveram que abandonar a região. Jamais foram indenizadas. A represa, instalada no rio São Francisco, criou um dos maiores lagos artificiais do mundo, com cerca de 4 mil quilômetros quadrados.

Em 1979, entrava em operação a Usina Hidrelétrica de Sobradinho, com mil megawatts de potência instalada – 14 vezes menos do que Itaipu. Nos períodos de seca, quando as águas represadas começam a baixar, é possível ver surgir os vestígios das velhas cidades, como casas, ruas e igrejas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário